Grupos de WhatsApp no Condomínio causam aumento das ações judiciais.

Grupos de WhatsApp no Condomínio causam aumento das ações judiciais.

O WhatsApp está presente em 99% dos celulares brasileiros como uma ferramenta de comunicação, mas está trazendo problemas para condomínios. O principal motivo são os famosos grupos no aplicativo.

O WhatsApp está presente na rotina de muitas pessoas e é raro encontrar alguém que não tenha o aplicativo instalado no celular.

Hoje há 2 bilhões de usuários do WhatsApp no mundo inteiro. Destes, mais de 120 milhões de pessoas usam o aplicativo no Brasil, que está presente em 99% dos celulares brasileiros.

O WhatsApp é uma ferramenta para compartilhar informações e se conectar com diversas pessoas, porém o que muitas pessoas não sabem é que ele não é recomendado para ser utilizado em grupos de condomínios.

Antes de tudo, é importante saber que o WhatsApp é um aplicativo informal de comunicação. Um simples aviso para os moradores pode gerar uma grande confusão em Grupos do WhatsApp nos condomínios.

Fatos estes que vêm se tornando cada vez mais frequentes e desafiando a comunicação entre os moradores e a gestão dos condomínios. Na Paraíba, um conselheiro aposentado do Tribunal de Contas foi condenado a pagar R$ 7 mil de indenização, após ter ofendido a síndica em um grupo de WhatsApp do condomínio. O juiz do caso, que tomou sua decisão em agosto de 2020 através da Segunda Turma Recursal Permanente de João Pessoa, informou que os comentários ofensivos em grupos do WhatsApp se caracterizam como danos morais.

Alguns moradores usam grupos do WhatsApp no condomínio como extensão da assembleia, sendo assim, acabam sendo ríspidos com síndicos, exigindo prestação de contas em momentos inoportunos, além de levantarem suspeitas sobre a honestidade da administração, entre outras situações.

Alternativa para síndicos e moradores: a convivência em condomínio tem suas particularidades e existem ferramentas exclusivas, como os aplicativos, que solucionam problemas de síndicos, moradores e até mesmo de administradoras de condomínios.

O aplicativos estão ganhando novos usuários, pois possibilitam a centralização e formalização de todas as informações do condomínio. Os aplicativos tornaram-se uma alternativa para condomínios, tornando a troca de informações mais segura tanto para síndicos quanto para moradores.

Um usuário desses aplicativos, o advogado Bruno Matos, é síndico de um condomínio em Bauru - SP e conta como facilitou a comunicação com os moradores, principalmente na pandemia.

Ele ainda comentou:

"O grupo de WhatsApp, apesar de ser uma ferramenta muito importante para o condomínio, não pode se tornar oficial, já que muitos moradores não gostam de participar de grupos e acabam saindo e, assim, muitas informações importantes são perdidas"

Com o uso do aplicativo para condomínio, o síndico Bruno passou a emitir avisos e ainda compartilhar documentações, como convenção condominial e normas do prédio. Dessa forma, os moradores passaram a acessar todas as informações do condomínio através do app, além de interagirem com o síndico.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://bit.ly/3bDAehs